Mulher livre

EU APENAS QUERO FODER

2020.10.24 01:25 mentalorgasmo EU APENAS QUERO FODER

Você acha que eu me importo que está com outro? Eu não quero saber de merda nenhuma! Desejo o melhor para você, no maior altruísmo. Pode ir para a merda que não ficarei nem 1% abalado. Vai lá receber oral mal feito, com pressa, afobação, vai! Não posso fazer nada por você. Atitude aqui é o que não falta, graças à minha praticidade. Foi muito tempo de surras e derrotas para eu aprender a não valorizar pessoas de alma vazia como você. O mundo gira, mulher sem atitude roda. Nem para me contar a verdade você prestou. É uma pena você ter mentido e eu não ter caído no seu plano. Poxa! Bem que seria legal para você, né, se eu desse esse mole para sua pequenez? [Risos]
Aproveita que a vida te dá o livre arbítrio e não se arrependa! Estou suave, me deleitando na minha vida voluptuosa, com o coração gelado. Estou na era do gelo, coração frio, sem tempo para preocupações banais como você. Me blindei! Agora sou mais feliz porque eu não quero saber de mulheres como você, que usa a mentira para armar contra o aprazível. Durante as transas vivia dizendo que eu era espetacular, te causava danos positivos interiormente, se molhava fácil, fazia delirar como ninguém, e da noite para o dia muda de opinião como se nunca tivesse dito nada.
O que me deixa “revoltado” é que é difícil encontrar uma boceta tão cheirosa, apetitosa e deliciosa como a sua. No mundo atual, quanto mais fácil é a higienização, o dobro as mulheres se desleixam. Já você, toda deliciosa, me jogou para escanteio porque fui assaz bonzinho. A vida cobra e eu pago o preço sem problema… Eu apenas quero foder.
Sua estupidez extrapassou limites. Vichi! Eu só queria te ajudar a se levantar, proporcionar as melhores sensações, desabafar eroticamente, baixinho nos seus belos ouvidos… Não deu, pois sua ignorância com esse podre ego inflado atrapalhou. Tentei me importar mas não compensa. Numa ice age como essa, permitir que minha estrutura seja abalada nessa altura do campeonato é suicídio. Portanto, a vida continua, e quem ganha com isso sou eu, porque eu só quero foder com as melhores mulheres. Somente! Porque eu não preciso do seu falso amor.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.22 18:55 PatriceRainbowPride Alguma vez tiveram um cara que vocês achavam ser hetero tentar te pegar?

Havia um cara no trabalho que eu jamais acharia ser gay. Ele é todo sarado, mulher, amante feminina, joga raguebi nas horas livres, e de repente ele me cantou. Do nada. Fiquei tão chocado que nem reagi. Até achei que ele tava a brincar mas ele depois ficou sem jeito.
submitted by PatriceRainbowPride to brasilivre [link] [comments]


2020.10.22 14:20 ClayDatsusara Técnicos portugueses perfeitos para times brasileiros

Em primeiro lugar queria pedir desculpa por terem sido enganados com o Jesualdo, com o Sá Pinto e com o Paulo Bento já agora.
Esse post surgiu de eu ter visto (e respondido a) alguém nesse subreddit dizer que Portugal não é uma fábrica de treinador, por conta do recém interesse em todo o técnico luso após o sucesso de JJ.
Pois eu acho que, como o Brasil exporta jogador tecnicamente competente para todo o mundo, Portugal faz o mesmo com treinadores! O Brasil foi a mais recente vítima dessa vaga. Quando corre bem uma vez, o público quer mais! É só ver os casos de clubes como Shakhtar Donetsk ou Olympiakos, que se têm dado bem com treinadores portugueses (inclusive na Champions) e repetem. Muitas vezes com técnicos que não tiveram sucesso em equipa grande em Portugal sequer!
Mas vamos ao ponto do título, que é eu deixar algumas recomendações (em jeito de humor) de técnicos perfeitos para certos clubes brasileiros. Comparsas tugas que frequentem esse site, se sintam livres de contribuir com o vosso conhecimento de causa:
Vítor Oliveira - Cruzeiro
O experiente treinador de farto bigode é o melhor a subir times da segunda para a primeira divisão, tornando se especialista nisso. Já o fez por onze vezes, seis delas consecutivas na última década! Ele sobe o clube e abandona para subir outro. O próprio já disse que prefere lutar por ganhar um campeonato na segunda do que lutar para não descer na primeira. Esta sem clube de momento.
Leonardo Jardim - Palmeiras
Jardim é conhecido pelo seu trabalho no Monaco e aquela famosa trajetória na champions e o campeonato francês ganho sobre o Psg. Mas antes já tinha tido sucesso no Olympiakos, Braga e até Beira-mar, que depois dele sair de lá foi sempre a cair. Mas é por causa do seu trabalho no Olympiakos que eu o recomendo para o Palmeiras. É certo que não terminou sequer a época, apesar de ser lider invicto na Grécia. A culpada é a mulher do presidente do clube grego, com quem alegadamente o Léo teve um affair. É certo que não é nenhuma Jelene Trojanske, mas talvez a Conselheira Leila Pereira possa ser a flor inspiradora do jardim do Leonardo? (agora me lembrei que no Mónaco não falta mulher bonita e rica como essas duas, daí o segredo do sucesso do homem! Com certeza encontrará muitas musas no Brasil)
Manuel Machado - Portuguesa
O professor Manuel Machado é sobejamente conhecido na pátria lusa pela sua mestria no domínio da língua mãe. Ele discursa oralmente naquilo que é apelidado de Machadês, uma variante linguística que se caracteriza pelo uso eloquente de vocábulos cultos e eruditos nas respostas que dá em conferências de imprensa e entrevistas pós-jogo. O seu discurso elaborado seria perfeito para a Portuguesa dos Desportos, não só pelo nome do clube que merece alguém com domínio exímio do idioma homônimo, mas também porque Manuel Machado tem histórico de levar clubes minúsculos a patamares bem altos (Moreirense à Primeira Liga, Nacional da Madeira a eliminar o Zenit para entrar na fase de grupos da Liga Europa). Atualmente ele treina o Berço, clube da terceira divisão fundado há poucos anos que tem objectivos de subida)
Lito Vidigal -???
Lito Vidigal tem fama de retranqueiro que consegue resultados acima do nível das equipas que treina (como por exemplo a vitória no Dragão há umas semanas). Além disso está habituado a fazer isso com montes de jogadores brasileiros, por isso acho que não teria dificuldades em ter algum sucesso na Série A brasileira.
Marco Silva -???
Marco Silva pode não ter o perfil mediático mais vistoso ou a afirmação de outros técnicos a nível de resultados mais recentes, mas fez carreira sobretudo pela relação que tem com certos jogadores. Muitos dos que lhe foram fiéis e deram sucesso eram provenientes do Brasil. Um exemplo é Richarlison, que foi para o Watford depois de uma conversa que teve com Marco Silva, e depois seguiu o treinador para o Everton. Também podemos adicionar a experiência com o Estoril, que trouxe da segunda divisão até aos primeiros lugares da Primeira Liga, e era um clube da empresa Traffic, que se dedicava a promover jogadores brasileiros na Europa.
Jesualdo Ferreira - Lar da terceira idade
Foi obviamente uma escolha muito arriscada do Santos em ir buscar o Professor Jesualdo, que estava aposentado já, e cuja última experiência em clube grande deu na pior classificação de sempre do Sporting na Primeira Liga (7° lugar).
Ricardo Sá Pinto - Anderson Silva
É isso mesmo, o Sá Pinto teria mais sucesso a treinar MMA do que futebol. Já teve oportunidades que chegassem ao mais alto nível e nunca foi um vencedor, apenas um lutador aguerrido.
submitted by ClayDatsusara to futebol [link] [comments]


2020.10.20 18:02 Tee_ah_go [Sério] Festival Podes

Olá a todos,
Sou uma pessoa que adora ouvir podcasts. Seja a conduzir, seja a treinar ou até mesmo a fazer o jantar.
Quem também gosta de ouvir podcasts provavelmente já ouviu falar no Festival Podes (https://podes.pt/), um festival português de podcasts que vai para a sua segunda edição. Entre webinars, conversas ou podcasts ao vivo, há ainda espaço para uma entrega de prémios. E é sobre esta entrega de prémios e as suas categorias que eu vos escrevo com alguns mixed feelings.
Contamos com 15 categorias e cada podcast pode concorrer a mais que uma categoria. A saber: Podcast do Ano, (digamos que é a Bola de Ouro do Podes), Melhor podcast de storytelling, Melhor podcast de entrevista, humor, lifestyle, política e questões sociais, conversa ou debate, cultura e entretenimento, desporto, ciência e tecnologia, informação e educação, economia e negócios, rádio (para programas emitidos em estações de rádio comerciais e distribuídos através da tecnologia podcast), Prémio do Público (categoria que não é escolhida pelo júri) e... Melhor podcast sem homens cis brancos heterossexuais. Esta última categoria tem a seguinte definição:
"Para podcasts protagonizados por pessoas não representadas na maioria dos podcasts em Portugal. É uma tentativa de olhar para o panorama dos podcasts nacionais sem a influência da grande fatia a que correspondem os podcasters masculinos cis e brancos, com o objectivo de revelar projectos de qualidade que nem sempre conseguem ganhar visibilidade. A discriminação positiva refere-se a protagonistas e anfitriões, mas não inclui convidados e participantes esporádicos."
E foi aqui que fiquei pensativo. É realmente para aqui que estamos a caminhar? Começar a criar categorias como se de uma Liga dos Últimos se tratasse? "Tadinho/a, não és homem branco privilegiado, logo nunca terás sequer hipótese de ganhar um prémio noutra categoria". É a isto que chamamos "discriminação positiva"? Estará uma Mariana Cabral a dar pulos de alegria ao saber que se o seu Fuso não ganhar na categoria de Humor poderá sempre trazer para casa o Prémio Podcast Sem Homens? Não será isto nivelar por baixo? E, se por alguma razão, os podcast inscritos nesta categoria forem uma merda? "Olha, de facto o teu podcast não tem grande conteúdo e a tua qualidade de som é uma bosta, mas pá, toma lá um prémio porque pelo menos és trans".
No ano passado estive numa conferência onde um dos painéis era sobre “Empreendedorismo Feminino”. A primeira coisa que uma das oradoras disse quando pegou no micro foi "não venho aqui falar de empreendedorismo feminino, venho aqui falar de empreendedorismo". Penso que aqui se aplique também esta forma de pensar... A mim não me interessa se um podcast é feito por um homem ou por uma mulher. Sejam eles brancos, negros, heterossexuais ou homossexuais. Crentes ou ateus. Se tiver qualidade (isto claro, já terá a ver com o meu gosto) irei ouvir e acompanhar.
Podemos dizer que a pessoa X não terá a mesma visibilidade que um Salvador Martinha, que acaba de alugar o Coliseu de Lisboa para dois episódios especiais do seu Ar Livre. Concordo, claro. Mas isso também funciona para mim, que sou homem hetero. Como é que eu conseguiria competir pelo Podcast do Ano contra um humorista com uma fanbase de centenas de milhar? Provavelmente não conseguia, mas pelo menos teria de dar ao pedal e apresentar conteúdo que os ouvintes achassem interessante.
Discuti isto ao jantar com a minha SO e no geral partilhamos das mesmas ideias, por isso gostava de saber mais opiniões. Criar uma categoria específica para este tema fará com que as pessoas se sintam mais motivadas a criar podcasts? Não creio. E vocês?
submitted by Tee_ah_go to portugal [link] [comments]


2020.10.20 14:32 MundodasArmas A liberdade de acesso as armas é intrínseca aos homens e mulheres livres 🐍

A liberdade de acesso as armas é intrínseca aos homens e mulheres livres 🐍 submitted by MundodasArmas to u/MundodasArmas [link] [comments]


2020.10.17 02:31 williambotter Entenda por que homem filmado agredindo mulher estava livre após 11 denúncias

Entenda por que homem filmado agredindo mulher estava livre após 11 denúncias submitted by williambotter to brasilnoticias [link] [comments]


2020.10.16 21:02 williambotter Homem sai livre de delegacia após ser filmado dando soco em mulher na BA

Homem sai livre de delegacia após ser filmado dando soco em mulher na BA submitted by williambotter to brasilnoticias [link] [comments]


2020.10.15 23:23 charjasp O cara

O cara tem mais de 30 anos, nunca pegou uma mulher na vida, ainda mora com os pais, tem um emprego de [email protected] e ganha uma mixaria, não tem nenhum amigo e passa o tempo livre perseguindo, difamando e espalhando mentiras sobre os outros na internet.
O cara é tão falso e mentiroso, que vive perseguindo os outros, e depois fica se fazendo de vítima. Ele é um doente mental completamente desequilibrado e canalha mau caráter, que não vale nem a [email protected] que caga! Eu tenho é pena desse lixo humano.
submitted by charjasp to copypastabr [link] [comments]


2020.10.14 12:21 DonaBruxa_Deyse A Prostituta- Verídico

🕷🕸Relato recebido. Foi contado por uma mulher sobre seu contato com Setealém.🕸🕷
Eu sou Brasileira e morei em Milão/Itália entre os anos de 2003 à 2015.
Minha mãe tinha cidadania italiana, pois na sua juventude tinha sido modelo e morado na Itália. No seu tempo, chegou até a atuar em alguns filmes do de Sica. Mas minha mãe era fria, ruim, maldosa. Não dava a mínima pra mim. Ela era alcoólatra e me batia desde sempre.
Nunca conheci meu pai. Ela jamais citou seu nome. Sempre imaginei que fosse um italiano famoso e mantive a esperança de encontrá-lo. Minha avó era boa e me confortava após as surras. Contava que minha mãe nem sempre fora assim. Que era doce, meiga, sorridente. Mas que depois que voltou de vez da Itália pro Brasil, nunca mais fora a mesma. Tinha se transformado num monstro e que nem a reconhecia mais. Eu só pensava em fugir de casa. Minha avó morreu em 2002. Fiquei ainda mais sozinha.
Quando fui descoberta como modelo, não pensei duas vezes e fui embora. Minha mãe assinou os documentos e pela primeira vez na minha vida, parecia feliz por estar se livrando de mim.
Cheguei em Milão com 15 anos na esperança de seguir carreira como modelo. Sai do Brasil com um contrato assinado para desfiles de modas e realmente, desfilei por 2 anos. Porém, muitas meninas chegavam com o mesmo sonho, por ser um mercado com muita competição, os trabalhos foram diminuindo. Morava num apartamento perto de monte Napoleone e dividia com mais 5 garotas também modelos.
Comecei a trabalhar como vendedora pra uma loja de grife: Chanel. Mesmo recebendo comissão, era muito cara o estilo de vida que levava e tinha o sonho de ter sucesso na vida.
Uma das minhas colegas de apartamento, não escondia de nós que trabalhava como Ragazza imagine em danceterias e saia com clientes ricos depois dessas noitadas. Na verdade, ela era uma garota de programa e saia com a nata da sociedade milanesa.
Eu estava de saco cheio daquela vida e eu mesma pedi que ela me apresentasse para seu “chefe”. Era uma agência de “modelos”. Fiz fotos para um “book” que seria exibido para clientes que procuravam meninas com o meu perfil. O cachê para esses encontros partiam do valor de €1.500,00 por três horas de encontro. Esse valor livre em minhas mãos.
Nesse período em que trabalhei pra essa agência, sai com jogadores de futebol, políticos, artistas, sheikes árabes, milionários… Rolava sexo e muita droga. Eram homens generosíssimos e além do cachê pré combinado, ganhava gorjetas e muitos presentes. Nós não éramos obrigadas a usar, mas confesso que tornou-se um vício também. Numa sexta-feira, fomos chamadas para comparecer na agência.
Foi nos explicado que um cliente muito importante escolheria 7 garotas para um “evento”. Seria pago 17 mil euros para cada antecipadamente. As escolhidas seriam levadas por um motorista na data e horário combinado è trazidas de volta no fim do evento. Deveríamos assinar um termo de silêncio e que nada visto ou ouvido poderia ser divulgado. Meus olhos brilharam ao imaginar o valor que seria pago. Entrou então um avaliador. Ele estava ali para escolher as 7 meninas. Ele vestia terno caríssimo, sapatos que brilhavam, luvas pretas de couro, óculos escuros, mas eu pude sentir um desconforto toda vez que ele olhava para mim. Ele não falava nada. Parecia fraco, adoentado mesmo, pele amarelada. Todas as meninas vestiram biquínis, formamos uma fila e começamos a desfilar para ele. Ele apenas apontava o dedo para as que escolhia. Eu fui uma delas. Vibrei por dentro.
Houve uma segunda etapa da seleção, onde tínhamos que responder uma sequência de perguntas, que não faziam muito sentido naquele momento:
Você mora sozinha? Acredita em Deus e outros seres? Você tem medo do escuro? Transaria com um réptil? Qual período de tempo mais longo que aguentaria ficar sem beber água ou líquido? Acredita em orações ou rezas? Sabe dizer uma de cor nesse momento? Já ficou presa dentro de um quarto sozinha numa casa desconhecida? Você se considera uma pessoa capaz de guardar segredos? Se você desaparecesse, alguém sentiria sua falta?
Entre outras perguntas totalmente sem nexo....mas enfim, ricos são excêntricos, pensei!
Sai de la, com meus euros garantidos, porque no fim do processo, cada uma das 7 recebeu na conta o valor combinado. Deveríamos ir lindas e o tema da festa era “Mascarados”.
Sai da agência tão feliz. Resolvi comprar vestido, sapatos e bolsas novas. Comprei perfume e maquiagem. A festa seria na noite seguinte e meu motorista me buscaria as 19 horas em ponto.
No horário combinado, toda linda, eu aguardava no hall de entrada do prédio o tal motorista.
No termo que assinei dizia que não nos era permitido o uso/ portar nenhum aparelho fotográfico ou celular.
Então, parou um carro preto antigo, muito velho e desceu um homem tão estranho quanto o que me escolheu na seleção da agência.
Ainda assim de forma educada, sem olhar para mim, abriu e fechou a porta do carro.
Ele não trocou uma palavra comigo durante uma hora e meia até chegar ao local do evento.
Sabia que estávamos na região do lago de Como, mas nunca vira ali na Itália uma estrada tão deserta. Não cruzamos com nenhum Autogrill. Até chegarmos a um castelo antigo, que a primeira vista parecia abandonado. Estávamos no meio do nada e ali tinha um castelo! Ao adentrar no castelo, vi no meio do salão minhas 6 amigas. Estávamos lindas, ansiosas. Nos cumprimentávamos, quando ouvimos 7 rufadas de um tambor. Congelamos. Apareceu uma mulher vestida de preto e seu rosto escondia-se atrás de uma telinha do seu fascinator. Fez sinal para que a seguíssemos e fomos até outra sala ainda maior. Antes de entrarmos nessa segunda sala, a cada uma de nós foi perguntado ( pela senhora de preto): -Acredita na unidade daquele que é um só? Todas nós respondemos que sim ( nem sei dizer porque respondi que sim) e entramos no grande salão. Estava escuro e de repente, mais sete rufadas de tambor e a nossa frente, uma luz amarela acendeu. Era uma luz amarelada estranha, meio fraca, piscava e a nossa frente surgiam pessoas mais estranhas ainda. Ouvimos uma música que nos perturbava. Ficamos sem reação. Deveríamos dançar? Conversar? Sorrir?
Notei que aquelas pessoas pareciam pertencer a uma alta classe social porque por mais estranhas que fossem, havia muita pompa no modo delas vestirem-se e portarem-se. Repito que era tudo estranho e feio! Havia homens e mulheres e até crianças mascaradas naquela festa! Pessoas ricas com roupas tão surradas? Havia um cheiro muito forte no ar. Como se algo tivesse estragado ou em putrefação. A música era a mesma e eu já não entendia nada. Aos poucos, homens mascarados se aproximavam. Um deles, cambaleando chegou até mim, sorriu e NÃO TINHA DENTES. Me disse algo e seu hálito me atingiu... Inconscientemente, levei a não até a boca e nariz! Quase vomitei. Ainda assim, disfarcei e sorri. Quando ele encostou a mão gelada no meu antebraço, senti que cairia no chão.
Ele pressionou meu braço e me levou para dançar. Se é que aquilo seria dançar... davam uns pulos, tinham trejeitos e a falta de coordenação daquele povo poderia ser considerado patético!
Suportei por bem uns 10 minutos aquele bafo, mãos geladas sobre mim... Até que pedi algo para beber. Ele disse numa voz rouca mas fina, que não tínhamos permissão para beber nem comer.
Gente, que absurdo.
Porém, tinha levado meu pozinho mágico e seria obrigada a usá-lo para aguentar aquele show de horrores. Lembrando que já tinha embolsado meu dinheirinho, estava tudo Ok. Pedi para usar o banheiro e então a senhora de preto me levou. Iluminando o caminho com uma vela preta. O banheiro era a coisa mais NOJENTA que há vi na vida.
As privadas estavam todas sujas de m€£%¥. Tinha até vermes na água que fica parada no vaso. Pedaços de carne podres! Não tinha descarga. Ao tinha torneiras. Desisti de fazer xixi. Usei minha bolsa de apoio e fiz a maior carreira de minha vida. Quando voltei para o salão as pessoas tinham desaparecido. Só tinha uma mulher mascarada que me observava. Resolvi que deveria puxar assunto e caminhei na direção dela. Faltavam 5 passos e vi que uma senhora também de preto a arrastou. A mascarada gritou: - Eu sou você! ( disse meu nome!!!)Vá embora! Fuja daqui! Nós liberte desse inferno! Na confusão, sua máscara cai e pude ver seu rosto. Aquela mulher era idêntica a mim! Era eu num outro corpo. Nada pude fazer... A vi ser levada. Minhas colegas já tinham sumido e eu fiquei sozinha ali. Senti as mãos geladas no meu braço outra vez. Era aquele horrorizo novamente. O povo parecia ser muito ruim de festa. Ninguém falava, ninguém tia ou cantava, vão podíamos comer ou beber! Fui levada até um quarto . Passamos por corredores frios e escuros. Eu e ele! Meu coração batia forte... Não sabia se era a droga ou o medo. Comecei a escutar gritos ao passar por outros quartos. Chegamos ao “nosso” quarto! Era tão ridículo e feio quanto todo o resto até aquele momento.
Uma vela preta estava acesa. A única luz naquele quarto frio.
Tinha chegado a hora.. Teria que fazer jus ao dinheiro pago por aquela noite. Estava arrependida já!
Comecei a me despir, o homem, tirou a máscara e falou:
-NÃO OUSE!
Paralisei!
-Sente-se!
Ela falou comigo sem abrir a boca!
Sentei e ele me explicou:
-Eu sou seu irmão. Sou filho da mulher que gritou seu nome. Meu pai aprisionou ela aqui há anos. Ele é prefeito aqui. Você está num lugar que não existe. Aqui é o meio. Aqui é Sathlem ( algo assim)... Não sei escrever ou repetir. Prometi à ela que te libertaria. Suas amigas jamais voltarão. Já pertecem a esse lugar.
Quanto mais ele falava, mais lúcida eu ficava. Será que esse pozinho era tão forte assim? Só pensava nisso?!? Como eu poderia estar pensando nisso?Meu Deus, estou tendo uma overdose! Não é possível!
E o estranho concluiu meu PENSAMENTO: - Não, você não está alucinando ou alterada. Você foi despertada pelo UM SÓ! Não fale mais nada para não desperta-lo!
Comecei a chorar! Queria devolver o dinheiro! Queria ir embora.
Comecei a ouvir passos... Como se um gigante se aproximasse. O estranho fez sinal para eu calar a boca. Não era capaz de controlar meu choro. Até o estranho pressionar com o dedo um ponto na minha garganta! Doeu muito. Ouvi ele pedindo desculpas por fazer aquilo e perdi os sentidos.
Acordei na minha cama. Estava com o vestido e sapatos da festa.
Tinha um bilhete escrito na comoda do quarto escrito assim:
Senti tanto medo. Jurei que nunca mais beberia ou me drogaria na vida e pararia com aquele “trabalho” Realmente, nunca mais fiz nada daquilo.
Meu telefone tocou e era o agente. Precisava ir até a agência.
Fodeu, pensei! Fodeu, fodeu, fodeu!
Mas fui... Porque sabia que se vão fosse, eles viriam ate mim. Meio que você começa a fazer parte da máfia! Você tem que prestar contas!
Fui com o coração na mão! Bom, pensava a, gastei o dinheiro somente com o vestido, bolsa, sapatos e maquiagens. Não tinha gastado tanto e teria como cobrir os gastos e devolver os 17 mil.
Quando cheguei lá, o agente me tratou tão bem... Disse que eu tinha sido venerada e exaltada. Que tinha sido profissional e me destacado . Gostaram tanto de mim que pediram meus dados bancários porque me fariam um agrado!
Entendi que o agente tinha sido recompensado. Perguntei sobre minhas colegas e ele mudei de assunto: -Que colegas? De quem você está falando?
(NUNCA MAIS AS VI!) Não eram amigas. Nas as viagem festas e tal... Jamais as vi novamente.
Fui até um ATM e quando solicitei meu saldo, quase caí de costas! Havia sido depositado na minha conta alguns muitosssss 00000000000 de euros.
Com essa grana, mudei minha vidaComprei um apartamento e carro. Estudei. Conheci um grande amor. Tenho filhos. Moramos na Bélgica. Sou estilista de moda e tenho minha grife!
Tenho sonhos recorrentes com aquele lugar onde estive. Meu marido sempre comenta ter a sensação de estar sendo seguido ou observado. Diz ver carros estranhos parados na rua de casa. Comenta sobre carros estranhos! Digo que é apenas impressão dele!
submitted by DonaBruxa_Deyse to u/DonaBruxa_Deyse [link] [comments]


2020.10.14 12:19 DonaBruxa_Deyse Sobrenatural-Verídico

Preciso dividir isso com vocês! Relato de uma consulente que me procurou desesperada por ajuda espiritual. E irmãos de fé, me ajudem porque nunca lidei com isso não!
Eu ouvi todo o relato. Quanto mais ela contava, mais certeza eu tinha de que se tratava de SETEALEM!
Ela relatou que em maio, devido a pandemia e quarentena, sua família resolveu que seria melhor todos ficarem juntos no sítio dos pais dela, em Sorocaba. Disse que desde o momento que fazia a mala deles, uma sensação de que algo daria errado, pesava. Foi na gaveta do seu filho, que encontrou uma camiseta e um shorts que nunca, jamais vira antes. As roupas estavam sujas, eram velhas, encardidas e cheiravam mal. Nunca teve diarista em casa. Como poderiam aquelas roupas estarem ali? Perguntou pro pessoal e ninguém prestou atenção. Ninguém nunca presta. Naquele dia não estava a fim de começar a gritar tão cedo. Mas estavam todos estressados com os preparativos e ela sozinha pra fazer tudo, deixou pra lá! Enfiou as roupas numa sacola de mercado e deixou no chão, do lado da máquina de lavar na área de serviço. Ela, marido, a filha de 18 anos e seu filho de 5, saíram de São Paulo e seguiram pro interior. Durante a viagem, pra chegar no sítio, passam por uma estrada de terra. Seu filho de 5 anos disse algo que naquele momento não fez sentido algum: - Nem acredito, mãe, que estamos perto da casa do meu melhor amigo que ainda vou conhecer! Eles não deram atenção alguma pro menino. Minutos depois, ouviram um barulho como se tivessem passado por cima de algo na estrada e um dos pneus explodiu. O marido dela controlou o volante e estacionaram. Ele desceu e confirmou que o pneu tinha estourado. Ela pegou o celular pra avisar seus pais sobre o acontecido e que por isso atrasariam. Notou que não tinha sinal de rede em nenhum dos celulares. Não tinha no dela, não tinha no do marido, nem no da filha! Marido trocava o pneu e xingava porque ele nem queria ficar com a família dela! Nisso ela se virou pra trás porque percebeu que o menino estava acenando pro nada todo feliz! Sua filha começou a implicar com o irmão e disse: - Olha mãe, moleque doido! Começou já com as graças. Nisso o menino responde: - É o meu amigo! O amigo que vou conhecer. Olha mãe! Olhaaaa lá! Ela estava cansada, com fome, vontade de fazer xixi, sede e aquilo deixou ela mais puta ainda e nem se deu ao trabalho de responder os filhos. Pneu trocado, seguiram viagem na força do ódio. Uns quilômetros a frente, passaram por um posto de conveniência. Nunca vira esse posto antes. Não era a primeira vez que fazia aquele caminho. O sítio era da família desde que os avós dela casaram. Sua mãe nasceu ali. Ela foi criada ali e fez aquele caminho milhares de vezes desde bebê! Era um posto velho. Tão depredado que parecia estar desativado. Desativado se não fossem uns carros antigos também caindo aos pedaços estacionados em frente. Quem coleciona carro caindo aos pedaços?!?!? Comentou com o marido: - Meu amor, e esse posto que nunca vi na vida! Você viu?! O marido já exausto, responde: - Não prestei atenção! Mas se não viu antes é porque você é cega. Nem olha com essa cara porque você responde pra mim desse jeitinho sempre! Ela respirou fundo pra não começar uma briga ali... faltava tão pouco...perguntaria pro pai dela quando chegasse lá! E foi a primeira coisa que perguntou pro pai depois de abraçá-lo. O pai dela achou engraçado e respondeu que depois di galpão da firma tinha mais nada até chegar no sítio não. Tinha sim! Tinha porque ela viu! Mas também resolveu deixar pra lá esse assunto. A primeira semana foi uma maravilha! No final de semana seguinte, a irmã dela chegou com a família. A avó cozinha umas delícias. Os homens faziam churrasco e tomavam cerveja à vontade. O marido que não queria vir era o que mais aproveitada! A criançada brincava, pulava na piscina, corria livre, dormia e acordava tarde. Mas ela notava o filho dela meio aéreo, mais calado e não estava interagindo com os primos. Algumas vezes teve a impressão de ouvi-lo conversando/ cochichando com alguém mas quando se aproximava, ele se calava. Num sábado, resolveram fazer lasanha, mas faltava queijo, presunto, carne moída pro molho e extrato de tomate. Alguém teria que ir no mercado e pela primeira vez na vida, a filha dela se dispôs a buscar. A menina era habilitada há meses, dirigia por São Paulo, ia e voltava pra faculdade sozinha com o carro da minha cliente. E que perigo teria naquela estrada de terra, pouco ou nenhum movimento e ela iria até o supermercado mais próximo. O filho dela e os sobrinhos quiseram ir também e providenciaram suas máscaras e correram pro carro. Entregou uma nota de 100 reais pra sua filha fazer as compras. Ela me contou chorando que sua consciência pesa por ter pensado e falado pra irmã: - Graças a Deus, pelo menos por uma hora, teremos paz sem essas crianças gritando e correndo! A gente merece um pouco de silêncio sem filho gritando por mãe. A irmã dela riu e concordou.
Segundo ela, olhou no relógio na parede da cozinha, e faltava uns minutos pro meio dia.
O desespero estava pra começar!
Tinha passado uma hora desde a ida e nada dos sobrinhos e dos filhos voltarem. Resolveu ligar pro celular da filha e caia direto na caixa postal! Ligou dezenas de outras vezes e nada. Gritou o marido que estava na churrasqueira. Ele, o cunhado e o pai dela estavam bebendo desde às 8 da manhã. Quando ela relatou sua preocupação, eles não levaram a sério. Segundo os homens, as crianças logo estariam de volta...e foram beber mais. O coração dela apertou e lembrou do posto que vira na estrada, do filho acenando pro nada... não fazia sentindo, mas só pensava nisso. Tentou ligar mais vezes e como nada de atenderem, ela e a irmã pegaram outro carro e foram atrás dos filhos. De longe viram o carro que a filha dirigia encostado na estrada. Ela sentiu alívio por alguns segundos porque quando se aproximaram, o carro estava vazio. A irmã dela até aquele minuto parecia estar muito preocupada não. Porém, desceu do carro chorando. O carro estava parado sentido cidade ou seja, eles nem chegaram ao supermercado. Não tinha sinal deles! Sumiram! O celular não tinha rede, sem serviço e não tinha como pedir socorro ou ligar pra família. As pernas dela tremeram e caiu ajoelhada na terra rezando, pedindo a Deus por ajuda. Nessa hora, ela só lembrava que tinha sido ali que vira o posto de conveniência. Meio ao choro e grito contou pra irmã que vira o tal posto no caminho pro sítio. A irmã dela sem entender já gritou que nunca teve posto ali merda nenhuma. Minha cliente resolveu que iria encontrar o posto porque tinha merda de posto sim! O carro era da irmã dela que respondeu no gritou que não sairia de perto do carro, caso os filhos voltassem. Alguém tinha que avisar a família que estacavam em casa sem saber de nada! Entre gritos e mais choro, resolveram que a irmã voltaria pra avisar os outros e do sítio, ligaria pra polícia. Minha cliente esperaria no carro. Lógico que não conseguiu esperar e decidiu que procuraria por eles. Saiu com o carro que a filha dirigia. Dirigiu até o galpão da firma que tinha na estrada! Nada do posto. Fez o retorno, foi até o lugar que encontraram o carro abandonado e nada. Ela me contou soluçando que não era possível aquilo estar acontecendo. Desespero tinha atingido nível máximo! A irmã não voltava e a hora estava passando... e se ficasse noite?!?!? O que teria acontecido? Assalto? Sequestro? Nesse desespero fez o trecho até a firma, ida e volta, umas 5 vezes até cruzar com o carro da irmã. Vieram o marido, seu pai, cunhado e irmã. A avó ficou em casa, caso a polícia ou as crianças ligassem. Os homens bebados, ela e irmã histéricas! Ninguém se entendia. Depois de muita discussão quando tinham chegado à conclusão que o melhor era ir até a delegacia fazer um boletim, chega uma viatura com dois policiais. Ela tomou a frente e contou o ocorrido. Falou sobre ter visto por ali um posto de conveniência. Nessa hora os dois policiais se entreolharam. O marido dela emendou que ela era doida e que outra vez estava falando desse maldito posto. Um dos policiais, muito calmo contou que apesar de não existir nenhum posto naquele trecho, não era a primeira pessoa a relatar ter visto um. Sem contar muitos detalhes, falou que também não era a primeira, nem segunda vez que pessoas se perdiam e desapareciam naquela estrada! Os polícias pediram para que todos seguissem até a delegacia. Minha cliente e o marido, foram no carro encontrado na estrada e os outros, no carro da irmã. Na delegacia, um boletim de ocorrência foi feito. Mas todos os policiais ao ouvirem o relato, se entreolhavam de modo muito estranho. Só minha cliente notou. A polícia deveria esperar 24 horas após o desaparecimento pra iniciar as buscas! Um daqueles dois policiais que atenderam a ocorrência na estrada, disse baixinho pra minha cliente ficar calma que as crianças apareceriam. Porque todos tinham voltado de lá! Ainda na delegacia, ligavam de minuto a minuto pro sítio com esperança de receber boas notícias. Saíram da delegacia, por volta das 23 horas, ligaram mais uma vez pro sítio no caminho de volta. Nada! Ela e o marido não trocaram uma palavra...ambos choravam! Porém, ao estacionar o carro, ouviram as vozes das crianças e da avó. Ela sentiu um alívio e entrou na casa, agradecendo a Deus. Quando correu pra abraçar os filhos, paralisou. Impossível! Era impossível seu filho estar vestindo o shorts e a camiseta que ela tinha tirado da gaveta e deixado dentro de uma sacola deixada no chão da lavanderia, na sua casa em São Paulo! NÃO ERA POSSÍVEL!
Relato das crianças e da filha:
A filha contou que enquanto dirigia pro supermercado, viu o posto de conveniência, seu irmão, o filho da minha cliente de 5 anos, ao ver o tal lugar pediu pra parar ali! Ele pediu tanto, apelou usando “ por favorzinho” que convenceu a irmã a parar pra comprar tudo ali mesmo. O estacionamento da tal conveniência estava lotado de carros antigos. Seria melhor deixar o carro na estrada. Pensou que fosse um desses encontros de colecionadores de carros antigos. Nunca tinha visto nenhum daqueles modelos antes! A menina ainda relatou ter pensado em como alguém compraria ou colecionaria “uns trem” tão mal cuidado, caindo aos pedaços?!?!?!?!? Mas que só poderia ser coisa de”véi” mesmo. Entraram todos no estabelecimento e “bizarro” foi o termo usado ( pela filha dela) pra descrever o local e as pessoas! -Era um povo feio, tudo com pele amarela de doente, dentes podres, os homens e as sobrancelhas grossas e unidas... inclusive a de todas as mulheres! Até as crianças eram horrorosas... Crianças tinha fisionomia de velhas e sofridas! O lugar fedia! Fedia podre! Uma barulheira, todo mundo berrando, tocava uma música que ela não conseguia explicar. Era um ruído que estava grudado na cabeça dela. A música era um xiado fino, alto que dava a impressão de estar tocando dentro do corpo dela. A música machucava o seu pensamento. Era uma penumbra... uma luz que não iluminava e era difícil enxergar as coisas... ela tinha que forçar os olhos, piscar algumas vezes até distinguir os objetos ao redor. Objetos que nunca vira! Não dava pra imaginar a utilidade deles! Eram muitos corredores e prateleiras cheias de comida e coisas sem sentido! Enquanto se concentrava pra lembrar tudo que precisava comprar pra lasanha, a música dentro dela apagava as palavras. Ela fechou os olhos e forçou a memória... Talvez a força do seu pensar fez a música parar. Fez as pessoas pararam de gritar! Sentiu as maozinhas dos seus primos agarrarem sua mão e sua roupa. Ela sabia que estava chorando. Disse: - Mãeeeeee, fiquei com medo de abrir os olhos porque eu senti o peso daquele povo bizarro encarando a gente. Só abri porque ouvi um deles( referindo a um dos primos) dizer meu nome! Quando abri os olhos, meu irmão tinha desaparecido. Ele tinha sumidoooooo!!! Mãeeeeee, ele sumiu e não foi culpa minha... foi um segundo! As luzes começaram a piscar. Era uma luz sem cor, parecia que estávamos dentro de uma das fotografias daqueles binóculos da vovó! E as pessoas apontavam o dedo na nossa direção, gritando...eles gritavam sem mexer a boca: INTRUSOS, SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! VOCÊS NÃO PODEM FICAR AQUI, SAIAM DAQUI! Eu olhei pra uma senhora que estava bem próxima de nós e pedi ajuda. Contei que precisava comprar o que a mae nos pedira ... perguntei se ela tinha visto pra onde fora meu irmão. Mostrei o dinheiro! Ela riu!Quando ela abriu a boca sem nenhum dente, senti um bafo tão podre que o vômito quase saiu! Os primos estavam chorando, tremendo agarrados em mim! Comecei a chamar ele ( irmão/filho 5 anos)... e os bizarros, outra vez começaram : INTRUSOS, SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! VOCÊS NÃO PODEM FICAR AQUI, SAIAM DAQUI!
Eu não conseguia me mexer. Não dava pra andar!
E a música entrou em mim outra vez, mais alta e barulhenta! Minha cabeça doía e achei que desmaiaria. Nunca desmaiei... nas sabia que estava pra cair dura no chão! De repente, mas um de repente que pareceu horas, meu irmão aparece de mãos dadas com um bizarro tamanho criança. Ele veio dizendo que era o amigo que ele disse que conheceria aquele dia no carro no futuro. O bizarro chegou perto da gente dizendo que também me conhecia! Que já tinha falado que ( o filho de 5 anos) deveria fazer comigo o que (ele, bizarro!) tinha feito com a irmã dele! Eu puxei ele( apontou pro irmão) pra perto da gente! Mãe, ele não queria vir com a gente! Disse que ficaria com o amigo lá. Aí eu fiquei louca, fui arrastando todo mundo pra fora! O bizarro amigo dele, disse pra eu não falar alto porque “O ALGUEM”poderia acordar e pegar a gente pra ele! Eu mirei o rumo da porta, comecei a correr, as crianças também e o bizarro atrás da gente. Tinha escurecido. Era noite! Tinha neblina, um frio que esfriou meus ossos. Daí a gente correu muito! A gente corria e não chegava nunca até a estrada! Mas quando conseguimos, eu olhei, eu pisquei pra ver melhor e o carro tinha sumido. Sumidooooooo! O carro não estava mais lá! Sentamos no meio fio, meu irmão chorando porque queria voltar pra ficar com o amigo, os primos pedindo pela tia! Eles tremiam e batiam os dentes de frio! Entrei em pânico,porque como eu explicaria que perdi o carro, não comprei as coisas! Foi aí, que vi você mamãe, passar na nossa frente dirigindo nosso carro. Gritamos, corremos atrás de você, acenamos e você não olhou! Você não ouviu a gente gritar! Maeeeeee, você foi e voltou, foi e voltou, foi e voltou! Depois passou a tia em outro carro com o pai,o vovô e o tio! Mãe e tia, vocês nos ignoraram na beira da estrada. E aquela peste do moleque bizarro, de longe morrendo de rir da gente e gritando BEM FEITOOOOO! Como se não bastasse tudo isso, começou a ventar forte e a tempestade começou a cair. Ficou mais frio e a gente não conseguia respirar de tanta água que caia. A solução foi vir a pé, estrada escura, com chuva...Andamos até aqui!
OS SOBRINHOS:
-A gente ficou com muito medo! - Eu fiquei com tanto, tanto medo que fiz xixi na calça. -Eram monstros! - Eles queriam comer a gente! -Você não viu?!?!? Eles iriam picar a gente pra vender como carne moída! -Sera?!? E choraram muito. Ainda não conseguem dormir sozinhos em seus quartos. A luz tem que ficar acesa! Quando dormem, têm pesadelos e acordam aos berros!
O FILHO DE 5 ANOS:
-Mãe, foi legal. Sabia que meu amigo morava ali? Eu disse! Ele me visitava as vezes nos sonhos. Mesmo quando eu sonhava acordado e de dia! Hoje, a gente brincou de esconde-esconde e pega-pega!Fui na casa dele e comi comida lá! Sujei minha roupa de sangue e a mãe dele me emprestou essa. Essa roupa é do meu amiguinho! Ela falou que vai lavar a minha e depois trazer aqui pra você! Me convidaram pra ir lá outras vezes, passar as férias. Falei que pediria pra mamãe e pro meu papai! Foi super legal e meu amigo disse que já tinha me visto lá no futuro muitas vezes e que morarei com eles pra sempre! Pra sempre é muito tempo? Posso, mamãe? Deixa, por favorzinho?Por favorzinho? Eu convidei ele pra vir aqui amanhã brincar comigo, tá? Se você falar com a mãe dele, ela poderia deixar ele dormir aqui, né?!?!? Deixa, por favorzinho... diz que sim, mamãe!
Voltaram TODOS PRAS SUAS CASAS EM SÃO PAULO no dia seguinte, assim que o dia clareou. Os pais dela colocaram o sítio à venda e moram com ela, por enquanto. Minha cliente acredita que existe um lugar além. Ela tem certeza absoluta e provas disso! Está apavorada. Seu filho fala, brinca, canta, dá gargalhadas e afirma que o amigo está ao lado dele! Assim que entrou na sua casa em SP, correu até a lavanderia. Ela encontrou as roupas que seu filho usava no dia do sumiço. Estavam dentro da sacola, ao lado da máquina de lavar!
submitted by DonaBruxa_Deyse to u/DonaBruxa_Deyse [link] [comments]


2020.10.11 04:49 BUDABICHO Estou ficando obcecado pela solidão

Tenho 30 anos e há 4 anos estou sistematicamente cultivando uma vida mais solitária. Comecei me afastando dos meus amigos, depois troquei namoro por sexo casual e lentamente me afastei dos meus pais, irmãos e parentes. Me mudei para um bairro onde não conheço ninguém, e tudo isso me faz muito bem. Estou me preparando para me mudar para outro estado nos próximos meses (se o mundo não acabar) , e só pretendo levar grana, uma mochila e meu gato. Meu passado foi bem diferente, mas a essa altura da minha vida sinto uma necessidade constante de estar só, abandonado e longe de outras pessoas. Pretendo fazer terapia por mais 3 meses para me preparar para mudar de estado, e espero não acumular nada, não ter conforto, não ter uma linda casa, nem uma namorada, nem amigos. Vivo com esse pensamento "fique completamente sozinho" há 4 anos, mas a cada dia que passa me torno mais radical, nos últimos dias tive um rompimento com minha avó e minha mãe, e apesar de agora eu só ter 1 única pessoa que considero 'família', nunca me senti tão livre, e me sentir livre é melhor que me sentir amado.
Só tenho medo de ficar doido, pois sei que a falta de contato social cause sérios problemas na cabeça. Isolamento? Lockdown? Covid? Deus me perdoe, mas espero que durem pra sempre. Antes da pandemia eu estava perdido, desesperado e me sentindo um fracassado. Faz meses que estamos presos e fazia anos que não me sentia tão bem. Espero que em breve eu consiga ir para o meio do nada ficar sozinho, não quero nenhum ser humano em 50km de distância. Isso pode parecer absurdo, mas não consigo ver outro futuro para mim que não seja uma vida cada vez mais só. Às vezes eu acho que vou morrer, e alguns problemas muitos sérios seriam resolvidos se eu tivesse ao menos um conhecido por perto. Tenho problemas muito sérios na minha rotina que seriam resolvidos se eu tivesse ao menos um conhecido por perto. Meu gato já ficou com fome porque eu não tinha 3 reais para completar uma passagem para ir buscar um saco de ração, coisas como essa me deixam puto, mas o que a solidão me trás de positivo é incomparável. Sabe aquele sentimento de excitação que a gente tem quando está passeando sozinho por uma cidade desconhecida? Uma espécie de 'safadeza', de malandragem, um sentimento de 'agora eu posso ser a pessoa bacana que eu sempre quis ser"? Tenho esse sentimento todos os dias, e ele vem da total falta de expectativas sobre mim. Ninguém espera nada de mim e por isso não preciso repetir todos os dias a mesma postura. Esse sentimento de frescor dura 4 anos e espero que dure para sempre.
Espero que minha reclusão não me mate antes de arrumar uma namorada. Para matar a minha 'fome' geralmente recorro ao sexo casual(gay), homens gays são muito práticos. Mas tenho um desejo enorme de ter uma relação mais profunda com uma mulher, pois quando tive essa oportunidade eu joguei fora, e agora há pouca ou nenhuma possibilidade de me aproximar de uma mulher. Ainda não conheci esse sentimento gostoso de ter uma mulher do meu lado (homens já tive vários), e com 30 anos sou um homem inexperiente com mulheres. Já tive a chance de amar um homem, e sou grato por isso.
Sinto que em breve vou alcançar a paz que busco, ela parece estar bem ali, virando a esquina. Se algum dia você estiver de férias no meio do mato e aparecer um doidão faminto correndo pelado e falando sozinho, provavelmente serei eu. Sou bonzinho e não machuco ninguém, por favor me cumprimente. Não sofram por estarem sós, sofram por estarem rodeados de pessoas.
submitted by BUDABICHO to desabafos [link] [comments]


2020.10.10 10:04 biel2907 Muitos problemas mentais

Boa madrugada, ou nem tão boa assim... Pra você que vai ler o que vou dizer, entenda que sua mente tem que ser muito aberta, principalmente a perdão, e o que você vê como ser humano ou não...
Enfim, indo do passado ao presente, meus pais nunca tiveram um relacionamento muito bom, desde que eu me entendo por gente, e estou falando disso porque é o que eu penso que pode ter provocado algo em mim do que vai vir a seguir... desde que eu me entendo por gente eles sempre brigaram, meu pai é muito mulherengo e minha mãe era bem menos "fogosa" que ele, e o casamento não deu muito certo, nunca vi meu pai bater nela, mas a pior briga que eu já vi foi ele ameaçando bater nela, mas isso nunca aconteceu, e eu não queria que eles terminassem de jeito nenhum até os meus 14/15 anos mais ou menos, pra mim era como se fosse o fim do mundo, depois eu entrei em uma escola técnica/ensino médio e vivia lá porque era muito tempo estudando e em uma cidade vizinha, conheci uma garota 2 anos mais velha que eu, foi a primeira pessoa que fiquei e assim que ficamos a primeira vez ela me pediu em namoro eu aceitei, não sei bem porque, mas foi indo, meu pai foi pra são paulo trabalhar porque tinha mais oportunidade (sou do rio de janeiro com minha mãe) e vinha as vezes 1 ou 2x por mês só visitar a gente, então o casamento foi só piorando... mas meu pai já tinha traido minha mãe antes e ela "perdoou" uma vez. Agora entra outro problema, eu não sei o porque, mas eu comecei a exercer um relacionamento tóxico/abusivo com essa garota que eu namorava, ela fazia tudo por mim me amava de verdade, e eu não conseguia confiar de jeito nenhum! E eu fui doente demais, fiz ela passar por coisas horriveis, a mãe dela controlava ela também, e eu também, e acabei brigando com a mãe dela (só discussão), enfim, mas a minha namorada foi a que mais sofreu, sério, são coisas terriveis, durou 4 anos nosso namoro, mas eu só ia piorando nas humilhações a ela,principalmente quando terminei a escola e fui pra faculdade em outra cidade, já fiz ela passar papel higienico no rosto, etc, inclusive já cheguei a agredir ela fisicamente (especificamente dei um tapa no rosto, não foi forte pra deixar marca nem nada disso, mas mesmo assim é TOTALMENTE errado, e eu nunca mais quero repetir algo do tipo), durante esse tempo meu pai engravidou outra mulher em SP minha mãe descobriu e eles finalmente terminaram (e eu agradeci por isso, não aguentava mais o relacionamento deles), uns meses depois a minha ex namorada finalmente se ligou com a ajuda das amigas dela e etc, e eu acabei terminando com ela por uma besteira minha e ela não voltou mais, e cortamos o contato dali, a partir daquele momento eu fui instantaneamente pro psiquiatra/psicólogo e comecei a frequentar bastante, eu passava mal durante meu relacionamento também por ansiedade de vomitar, ter caimbra no corpo todo, entortar ir pro hospital etc, isso já aconteceu varias vezes, eu acordava assim, em viagem de onibus sozinho, e era duro pras pessoas perto de mim ver aquilo, mas meus pais não gostavam de médicos de saúde mental, e só depois de tudo isso que eles resolveram que eu "deixar" eu ir. Eu ia bem na faculdade, porém nunca tive um sonho do meu curso em especifico, mas meu sonho era ter uma familia e só, nunca fui muuuito social, mas tinha uns amigos, até hoje tenho, depois que terminamos, eu não via motivo pra continuar na faculdade que pra mim era só pra dar um futuro pra minha familia que eu construiria, uma vez que fiquei sozinho perdi totalmente a vontade, tranquei voltei pra casa pra ficar com minha mãe, e ela também trabalha em algo bem simples e nunca teve vontade de melhorar na vida em questão de estuadr etc, e acho que acabei pegando esse jeito dela, mas é mais problema meu, n posso culpr os outros, hoje com 21 anos em plena quarentena com muito tempo livre eu não tenho emprego, não consigo lidar com os estudos EAD da faculdade (que tentei voltar) não tenho vontade, mas também não tenho vontade de fazer nada, eu queria um sonho, um motivo, algo profissional pra eu tentar aprender e melhorar, mas eu não consigo ter vontade de nada disso, chorei uma ou 2x e liguei pra uns amigos pra desabafar, mas sinto que já não tenho mais amigos pra isso... e também não adianta muito, porque eu quero uma solução, e acho que só tem como vir de mim, eu dei uma parada nos médicos mas já marquei psiquiatra/psicólogo novamente, tenho uma relação horrivel com meu pai desde então também, ele ja ameaçou brigar comigo e eu ameacei matar ele (falei da boca pra fora, bem eu acho) e tenho sonhos em que ele volta de SP pro RJ e sou obrigado a conviver com ele e é pertub ador, porque ele sempre foi uma pessoa mt grossa, e eu não sei mas tenho uma raiva guardada dentro de mim dele e não consigo lidar com isso, eu só queria esquecer q ele existe, mas sei que ele vai voltar aqui uma vez ou outra pra querer me ver, ver minha mãe, os pais dele q são meus vizinhos, etc. Enfim, a ansiedade eu consegui melhorar bastante com os remédios, os problemas de ser abusivo e tóxico eu falei tudo isso em diversas terapias, e acho que lido bem melhor hoje (só pondo a prática, eu namorei uma menina depois dessa mas foi por menos de 1 mes, foi bom pra nós apesar de ser curto kkkkk porque eu passei um tempo em SP assim que eu terminei o primeiro namoro, mas só piorou as coisas com meu pai lá e eu voltei e acabei terminando com a menina, na verdade foi bem consensual, ela gostou de mim mas também nem tanto pra namorar kk n tinha a magia, mas de verdade fui uma pessoa bem boa pra ela no tempo curto que tivemos e foi legal pra mim tentar me provar que melhorei mesmo que um pouco. Enfim é isso, não sei se pode ser curiosidade de vocês, mas eu me desculpei com minha ex 1 mes depois q terminamos, e ela tava bem melhor, acredito que possa ter buscado ajuda profissional depois de ter passado tantos problemas comigo, mas a ultima vez que vi algo dela, inicio desse ano (terminamos ano retrasado), ela aparentava estar bem, não nos falamos, eu até hoje me sinto culpado pelas merdas, mas isso n apaga o passado... enfim, eu to tentando reconstruir tudo, inclusive quero tentar esquecer isso com meu pai, mas primeiro preciso achar um futuro pra mim profissionalmente, e isso tá foda, porque preciso não depender mas da minha mãe, mas ajudar ela em casa que não é nada fácil nos dias de hoje...
submitted by biel2907 to desabafos [link] [comments]


2020.10.10 07:48 Leniin1917 Vicio em pornografia, superação!!

Eae galera, tranquilo? Vim deixar um relato hoje sobre minha vitória encima do vício em pornografia e masturbação. Esse assunto está bem em alta hoje e vejo que vários jovens tem problemas com esses vícios. Bom comecei com 11 anos aproximadamente a ver pornografia através do canal do multishow depois da 00:00 (só os old sabem essa em), depois de um tempo comecei a me masturbar e assistir tais pornografia, e isso só foi evoluindo e passei a acessar sites pornográficos e consequentemente como tinha acesso mais fácil em sites, comecei a me masturbar mais (masturbava e assistia pornografia todos os dias), isso pendurou até meus 19 anos, e acarretou vários problemas psicólogos, como auto estima baixa, ajudou na depressão, cansaço, desânimo, etc; eu fiquei bem dependente do porno principalmente, as vezes eu nem me masturbava só precisava ver um vídeo para liberar o mínimo de dopamina no meu cérebro, eu tentava parar as vezes, mas não passava de 1 semana.
Bom comecei a estudar e pesquisar sobre essa indústria e as consequência delas (vem acarretado junto com a masturbação, os 2 juntos não são legais), você alimenta uma grande indústria nojenta por trás só de acessar o site(tais como: vídeos de estupros, violência, e assim vai), a objetificação da mulher e do homem, o ideal do corpo perfeito, etc, não só isso, mas acarreta em vários problemas psicológicos e social. Depois que comecei a estudar conheci várias pessoas na mesma situação que eu ( até pior, conheci pessoas que assistia 3hrs de porno diariamente), e vi que elas estavam tentando parar com isso, então me comprometi a parar também. Hoje faz exatamente 120 dias que estou sem masturbação e pornografia, e a minha vida melhorou muito, auto estima deu a aumentada, estou mais disposto as coisas, depressão diminuiu um pouco, estou muito mais feliz do que era antes com esse vício, posso dizer que estou renovado e assim vai.
Vale lembrar que a masturbação natural (1x por semana ou 2x, é tranquila, mas eu fiquei exatos 120 dias sem, nesse período que chamam de reboot é necessário evitar).
Hoje finalmente posso falar ESTOU LIVRE DA PORNOGRAFIA E DOS VICIOS QUE ELA TRÁS, vocês adolescentes ou adultos que passam por algo semelhante, não desistam, parem imediatamente de ver PORNOGRAFIA, não lhe acarreta nada de bom na sua vida, só trás problemas psicológicos e possivelmente problemas físicos também, vocês é maior que seus vícios, persistam, você pode recair é normal, mas não desista, e quando pensar em recair lembre-se " será que vale a pena mesmo eu ter 5segundos de prazer e jogar toda minha luta fora?".
É isso, NAO DESISTAM!!! PAREM DE VER PORNO IMEDIATAMENTE!!!
submitted by Leniin1917 to desabafos [link] [comments]


2020.10.10 07:47 Leniin1917 Vício em pornografia, superação!!

Eae galera, tranquilo? Vim deixar um relato hoje sobre minha vitória encima do vício em pornografia e masturbação. Esse assunto está bem em alta hoje e vejo que vários jovens tem problemas com esses vícios. Bom comecei com 11 anos aproximadamente a ver pornografia através do canal do multishow depois da 00:00 (só os old sabem essa em), depois de um tempo comecei a me masturbar e assistir tais pornografia, e isso só foi evoluindo e passei a acessar sites pornográficos e consequentemente como tinha acesso mais fácil em sites, comecei a me masturbar mais (masturbava e assistia pornografia todos os dias), isso pendurou até meus 19 anos, e acarretou vários problemas psicólogos, como auto estima baixa, ajudou na depressão, cansaço, desânimo, etc; eu fiquei bem dependente do porno principalmente, as vezes eu nem me masturbava só precisava ver um vídeo para liberar o mínimo de dopamina no meu cérebro, eu tentava parar as vezes, mas não passava de 1 semana.
Bom comecei a estudar e pesquisar sobre essa indústria e as consequência delas (vem acarretado junto com a masturbação, os 2 juntos não são legais), você alimenta uma grande indústria nojenta por trás só de acessar o site(tais como: vídeos de estupros, violência, e assim vai), a objetificação da mulher e do homem, o ideal do corpo perfeito, etc, não só isso, mas acarreta em vários problemas psicológicos e social. Depois que comecei a estudar conheci várias pessoas na mesma situação que eu ( até pior, conheci pessoas que assistia 3hrs de porno diariamente), e vi que elas estavam tentando parar com isso, então me comprometi a parar também. Hoje faz exatamente 120 dias que estou sem masturbação e pornografia, e a minha vida melhorou muito, auto estima deu a aumentada, estou mais disposto as coisas, depressão diminuiu um pouco, estou muito mais feliz do que era antes com esse vício, posso dizer que estou renovado e assim vai.
Vale lembrar que a masturbação natural (1x por semana ou 2x, é tranquila, mas eu fiquei exatos 120 dias sem, nesse período que chamam de reboot é necessário evitar).
Hoje finalmente posso falar ESTOU LIVRE DA PORNOGRAFIA E DOS VICIOS QUE ELA TRÁS, vocês adolescentes ou adultos que passam por algo semelhante, não desistam, parem imediatamente de ver PORNOGRAFIA, não lhe acarreta nada de bom na sua vida, só trás problemas psicológicos e possivelmente problemas físicos também, vocês é maior que seus vícios, persistam, você pode recair é normal, mas não desista, e quando pensar em recair lembre-se " será que vale a pena mesmo eu ter 5segundos de prazer e jogar toda minha luta fora?".
É isso, NAO DESISTAM!!! PAREM DE VER PORNO IMEDIATAMENTE!!!
submitted by Leniin1917 to nofapbrasil [link] [comments]


2020.10.10 07:47 Leniin1917 Vício em pornografia, superação!

Eae galera, tranquilo? Vim deixar um relato hoje sobre minha vitória encima do vício em pornografia e masturbação. Esse assunto está bem em alta hoje e vejo que vários jovens tem problemas com esses vícios. Bom comecei com 11 anos aproximadamente a ver pornografia através do canal do multishow depois da 00:00 (só os old sabem essa em), depois de um tempo comecei a me masturbar e assistir tais pornografia, e isso só foi evoluindo e passei a acessar sites pornográficos e consequentemente como tinha acesso mais fácil em sites, comecei a me masturbar mais (masturbava e assistia pornografia todos os dias), isso pendurou até meus 19 anos, e acarretou vários problemas psicólogos, como auto estima baixa, ajudou na depressão, cansaço, desânimo, etc; eu fiquei bem dependente do porno principalmente, as vezes eu nem me masturbava só precisava ver um vídeo para liberar o mínimo de dopamina no meu cérebro, eu tentava parar as vezes, mas não passava de 1 semana.
Bom comecei a estudar e pesquisar sobre essa indústria e as consequência delas (vem acarretado junto com a masturbação, os 2 juntos não são legais), você alimenta uma grande indústria nojenta por trás só de acessar o site(tais como: vídeos de estupros, violência, e assim vai), a objetificação da mulher e do homem, o ideal do corpo perfeito, etc, não só isso, mas acarreta em vários problemas psicológicos e social. Depois que comecei a estudar conheci várias pessoas na mesma situação que eu ( até pior, conheci pessoas que assistia 3hrs de porno diariamente), e vi que elas estavam tentando parar com isso, então me comprometi a parar também. Hoje faz exatamente 120 dias que estou sem masturbação e pornografia, e a minha vida melhorou muito, auto estima deu a aumentada, estou mais disposto as coisas, depressão diminuiu um pouco, estou muito mais feliz do que era antes com esse vício, posso dizer que estou renovado e assim vai.
Vale lembrar que a masturbação natural (1x por semana ou 2x, é tranquila, mas eu fiquei exatos 120 dias sem, nesse período que chamam de reboot é necessário evitar).
Hoje finalmente posso falar ESTOU LIVRE DA PORNOGRAFIA E DOS VICIOS QUE ELA TRÁS, vocês adolescentes ou adultos que passam por algo semelhante, não desistam, parem imediatamente de ver PORNOGRAFIA, não lhe acarreta nada de bom na sua vida, só trás problemas psicológicos e possivelmente problemas físicos também, vocês é maior que seus vícios, persistam, você pode recair é normal, mas não desista, e quando pensar em recair lembre-se " será que vale a pena mesmo eu ter 5segundos de prazer e jogar toda minha luta fora?".
É isso, NAO DESISTAM!!! PAREM DE VER PORNO IMEDIATAMENTE!!!
submitted by Leniin1917 to sexualidade [link] [comments]


2020.10.08 22:05 InsertAJoke Eu (27 mulher) estou perdidamente apaixonada pela minha melhor amiga (26 mulher)

Somos amigas a 16 anos, estivemos uma do lado da outra em tudo que você conseguir imaginar na vida. Ela é hétero, mas diz se atrair por mulheres fisicamente. No início da pandemia a gente se aproximou como nunca, uma ligação num nível espiritual. Só que eu não tinha entendido que estava apaixonada por ela.
A gente está planejando sair do país, e começamos a planejar uma vida juntas. Queremos ter uma filha (já escolhemos até o nome), vivemos falando sobre como queremos passar o resto da vida juntas, que somos alma gêmeas, que não existe uma sem a outra, que o dia que uma morrer, a outra vai acabar morrendo também, porque é quase impossível pensar a vida sem a outra existir, coisa normal de melhores amigos né? Na minha cabeça sim.
Sempre que estávamos juntas eu ficava louca de vontade de beijar ela, mas eu sempre fui muito bem comportada e respeito o espaço dela. Num momento de muita cachaça eu perguntei a ela se ela faria um ménage comigo. Ela disse que sim. Ela está apaixonada por um cara do trabalho dela, então decidimos que ia ser com ele (nós duas somos muito livres, e pra gente tem uma diferença muito grande entre sexo e sentimento, e entre nossa relação e outras. Ela disse que sente que não há ninguém no mundo que seja uma ameaça a gente, e eu sinto o mesmo. Mesmo quando eu estou apaixonada por outra pessoa, ou ela, nada é afetado no que a gente tem, então não tenho ciúmes nenhum do cara, inclusive adorei ele).
Foi nesse dia que eu entendi que estava apaixonadíssima por ela, e decidi contar tudo. Meu plano era me afastar dela até que eu conseguisse esquecer esse sentimento e voltar a gostar dela só como amiga, afinal, eu não queria de jeito nenhum que nada prejudicasse nossa amizade.
Fomos para o motel e ele bebeu, passou mal e dormiu. Comecei a contar a ela dos meus sentimentos, mas antes de eu falar, ela me disse que está APAIXONADA POR MIM. Eu não consigo acreditar até agora. Eventualmente ele despertou (ele inclusive já estava sabendo que ela está apaixonada por mim), transamos os três (foi um pouco estranho, mas provavelmente porque eu mal o conheço, e eu e ela não temos proximidade física, mas a química entre eu e ela era bem forte. A química com ele foi bem legal também.)
Passamos o dia juntos na praia, depois fomos pra minha casa para ela trocar de roupa (ela estava ficando uns dias lá). Lá ela disse que precisava de um tempo pra processar tudo que aconteceu e desapareceu. O cara do ménage tem conversado comigo no whatsapp e pelo que eu estou vendo, eles estão no mínimo querendo um relacionamento a três. Ela não falou nada comigo desde então, e não respondeu a mensagem que mandei (um meme).
Eu não estou confortável com a ideia do relacionamento por algumas coisas. 1- eu mal conheço ele. 2-eu e ela precisamos colocar os sentimentos no lugar, entender o que a gente é, pra depois pensar em ter uma terceira pessoa, e pra isso a gente precisa conversar.3-eu não gosto da ideia de um relacionamento. Mesmo com ela, eu gostaria que continuasse como a gente já é, só que com sexo envolvido. Eu preciso realmente gostar muito dele para querer entrar numa relação. Eu tenho aversão a ideia de briguinha, cobrança, ciúmes, drama, etc, e ela gosta dessas coisas, por exemplo: Quando eu estava fazendo oral nele e ele estava quase gozando, percebi que ela estava incomodada com alguma coisa, então parei. Mais tarde, ele comentou que ninguém nunca tinha feito ele gozar com oral, e que minha amiga estava tentando a meses, e que se eu não tivesse parado ele teria gozado. Se ele tivesse gozado isso iria virar um drama e provavelmente ela ficaria lembrando disso, tipo "pede pra InsertAJoke te fazer gozar então", e eu não tenho paciência pra esse tipo de coisa.
Eu não sei o que vai acontecer, se ela vai dizer "ah não, sou hétero mesmo kkk, beijos" e eu vou entrar na sofrência, ou se vai ser "ah, sexo só a três" (nada contra, pretendo fazer o ménage com ele mais vezes, mas quero poder transar só nós duas também), ou o que vai acontecer a partir de agora. Estou morrendo de ansiedade, mas acho que a gente só vai se ver sábado. Me ajudem a entender essa bagunça.
submitted by InsertAJoke to desabafos [link] [comments]


2020.10.05 23:17 Jack_125 Boulos promete passe livre para desempregados, estudantes e mulheres com crianças de colo

Boulos promete passe livre para desempregados, estudantes e mulheres com crianças de colo submitted by Jack_125 to brasil [link] [comments]


2020.10.03 18:11 RevistaLegerin Revista a respeito do movimento revolucionário no Curdistão disponibilizou a segunda edição em Português

Revista a respeito do movimento revolucionário no Curdistão disponibilizou a segunda edição em Português
A SEGUNDA EDIÇÃO DA REVISTA LÊGERÎN JÁ ESTÁ DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD EM PORTUGUÊS, CLICANDO AQUI
O tema da revista é Movimento das Mulheres e a importância da auto-defesa!
ÍNDICE:
Significado de Lêgerîn

Perspectiva
- As mulheres frente ao patriarcado e ao capitalismo;
- A luta por liberdade.
Avalicação
- O que significa Hevaltî;
- A mulher na Mãe Natureza;
- Cenga Heftanîn - Heróica Resistência;
- Lutar contra o homem, matar a dominação;
- Me chamo Bager Nûjiyan.

Jineolojî
- Sobre a Autodefesa;
- Lutando por uma sociedade livre;
- Viver a beleza de forma coletiva.

Dîrok
- Zilan y Sema
- Mulheres na Revolução: URSS

Poema
Libro
submitted by RevistaLegerin to BrasildoB [link] [comments]


2020.10.02 01:33 huovi Frustrada demais com minha chefe

Eu trabalho numa corretora, e hoje era dia de fazer 4 renovações. Assim q eu cheguei eu fiz uma, a chefe chegou qnd eu estava terminando ela e logo já me encheu de uma caralhada de coisa pra fazer. Passou a tarde quase toda até eu ficar "livre" a ponto de poder perguntar (pois a minha colega de trabalho disse pra eu fazer isso pra a gente não passar 10 anos fazendo cálculo a toa) se era pra renovar os 4 mesmo ou se tinha alguém q ia cancelar. A mulher deu o maior escândalo, perguntou pq q a gente não tinha feito(qnd foi ELA q nos impediu de continuar dando 7236671253651263 trabalhos diferentes), se a gente não sabia, q isso era responsabilidade nossa e ela não queria ter q se preocupar com isso, e no fim sequer respondeu a pergunta q eu fiz, só fez gritar e falar coisa nd a ver kkkkkk
TODA VEZ acontece uns negócios desse, causados POR ELA, e ela arruma um jeito de jogar a culpa em nós. Semana passada por exemplo teve uma renovação q não queria sair de jeito nenhum, e nem eu nem minha colega entendíamos o pq. Acho q passamos meia hora editando o cálculo mudando informações pra ver oq é q tava impedindo de continuar. Qnd finalmente desisti e fui perguntar pra chefe, ai ela falou q aquela companhia não estava aceitando pq o cartão era no nome de uma pessoa e o titular do seguro era outro. CARALHO, É ELA Q ENTRA EM CONTATO COM O CLIENTE PRA DEFINIR O CARALHO DA FORMA DE PAGAMENTO Q ELE QUER. SE ELA JÁ SABIA DESSA MERDA DESSA INFORMAÇÃO, PQ ELA JÁ NÃO FALOU NA HORA PRA ELE DAR OUTRO MÉTODO DE PAGAMENTO PRA ELA? Q INFERNO. Fez a gente perder 50 anos, passar por estresse, por um erro q ela cometeu, pra dizer "se não fosse eu vcs iam passar a tarde toda aí né? kkkkk".
Fora umas besteiras rotineiras mas q irritam tbm... por exemplo, ela nunca pede o inferno do estado civil do cara q quer fazer um seguro de carro novo, e isso infelizmente é uma informação importante. Uma vez eu coloquei solteiro/outro (já q ela não fez o favor de perguntar né, então eu não sabia) e a minha colega colocou casado/união estável pq na idade daquele cliente ela já era casada, e aí no fim deu tipo 300 conto a mais pra ele pagar se fosse solteiro. E tipo, mesmo ela sabendo disso, ela não pergunta. Ela sabe q todo cálculo precisa dizer a % de comissão dela, ela não fala, eu coloco 15%(como me ensinaram), aí ela acha ruim e quer saber pq eu não perguntei. Se ela já sabe q precisa, pq NÃO FALA LOGO nesse caralho desse inferno?
As vzs eu tenho q ler certos e-mails q chegam novamente em voz alta e explicar oq está sendo dito pq ela simplesmente ignora metade das palavras ou inventa palavras parecidas enquanto tá lendo. Eu acho isso negativamente incrível, um talento.
O pior de tudo é que eu acho minha chefe uma pessoa tão legal como ser humano, mas como profissional ela é completamente... Não sei se é doida, se ela se faz de doida, se ela só caga pras coisas e não presta atenção pq não quer, se ela só é hiperativa... Realmente não faço a menor ideia.
Eu tava levando, até q hj minha colega disse q desde q eu cheguei eles só estão pagando a ela metade do salário dela, e cobram q ela trabalhe o mesmo tanto de antes. Falou q ficaram enrolando ela pra assinar a carteira, e aí fizeram um contrato temporário no ano passado, q inclusive já acabou, e seguem enrolando. Detalhe q ela já tá com eles a 4 anos nessa enrolação, e isso só me dá ctz q eu preciso arrumar uma oportunidade melhor logo.
E o pior é q ela super tava prometendo me efetivar no início do próximo ano, mas agr mais ainda to determinada a não ficar lá, mas não pretendo me demitir sem ter outra oportunidade a vista. Será q pega mal procurar estágio enquanto está estagiando? infelizmente eu acredito q precisaria falar da minha experiência nesse lugar pra acrescentar no meu currículo.
É só isso msm, só queria desabafar sem a competição de quem tem o chefe pior q teria com os meus amigos kkkkk
submitted by huovi to desabafos [link] [comments]


2020.10.01 12:07 innperialkong Por que bebida alcoólica não é controlada como cigarro?

Sim, grandes decisões tem o fator financeiro como base.
O impacto social de uma pessoa que consome álcool em excesso é consideravelmente maior do que aquele que fuma cigarro próximo de sua família.
Agora eu sempre me pergunto, por que não temos tanta comoção popular no sentido de buscar um maior controle no consumo de álcool como acontece no caso dos cigarros?
Propagandas de cerveja com jovens saudáveis e mulheres com apelo sexual deveriam ser proibidas como foram as propagandas dos cigarros. Somente produtos destilados com teor alcoólico acima de 13 °GL são impedidos de fazer livre uso de propagandas.
Cervejas deveriam conter imagens de pessoas com saúde degradada e baixo padrões de higiene com frases como 'Álcool pode destruir famílias'.
Edição 01: Muito obrigado pela contribuição de todos na discussão.
Edição 02: Vejo que algumas opiniões colocadas giram em torno do prejuízo do usuário. Meu ponto é com relação a proteção daqueles que fazem parte do círculo social desta pessoa.
Edição 03: Tenho dificuldade em encontrar fumantes, mesmo entre os que fumaram boa parte de suas vidas, que foram acometidos com alguma das doenças apresentadas nos rótulos dos cigarros. Em contraponto, tenho dificuldade em encontrar famílias que não possuem alguma história de pessoa próxima que trouxe problemas devido ao consumo de álcool.
Edição 04: Legislação sobre o tema.
Projeto de Lei do Senado n° 499, de 2018 (em tramitação) https://www25.senado.leg.bweb/atividade/materias/-/materia/134851
Altera a Lei nº 9.294, de 15 de julho de 1995, para que bebidas com teor alcoólico superior a 0,5 graus Gay Lussac passem a ser consideradas bebidas alcoólicas.
Lei n° 9.294, de 15 de julho de 1996 http://www.planalto.gov.bccivil_03/LEIS/L9294.htm
Art. 1º O uso e a propaganda de produtos fumígeros, derivados ou não do tabaco, de bebidas alcoólicas, de medicamentos e terapias e de defensivos agrícolas estão sujeitos às restrições e condições estabelecidas por esta Lei, nos termos do § 4° do art. 220 da Constituição Federal.
Parágrafo único. Consideram-se bebidas alcoólicas, para efeitos desta Lei, as bebidas potáveis com teor alcoólico superior a treze graus Gay Lussac.
submitted by innperialkong to brasil [link] [comments]


2020.10.01 04:11 Akateron Dia das Crianças

Ganancioso, na casa dos 40 e vivendo sozinho num belo apartamento no bairro de Higienópolis, Sérgio nunca teve filhos e muito menos quis se casar, acreditava firmemente que alguma mulher poderia no futuro levar os seus bens.
Dono de uma grande loja de brinquedos localizada na região do Itaim Bibi, destratava boa parte de seus funcionários tendo apenas os lucros como seu foco principal.
Porém, sempre que Sérgio avistava uma criança em sua loja, ficava brincando com ela ou mostrava todo lugar a ela. Alguns pais achavam graça, outros não gostavam disso e até tiravam seus filhos de perto dele. Os próprios funcionários estranhavam muito a atitude do seu patrão, bastava ver uma criança na loja e seu comportamento mudava por completo.
Ás vezes quando voltava sozinho de carro pra casa e via alguma criança em um farol, a levava consigo para “brincar” em outro lugar e em troca ela ganhava brinquedos e doces sob a condição de nunca contar a ninguém sobre isso.
Numa ocasião quando chegou ao seu prédio após mais um dia de trabalho, o porteiro lhe entregou um embrulho deixado à tarde por uma senhora identificada apenas como Ana Bela.
Apesar de não se recordar do nome apanhou mesmo assim o pacote e seguiu para o seu apartamento sem agradecer o porteiro, ao abri-lo encontrou uma linda boneca rosada de pano e nenhum cartão.
A boneca tinha em torno de 50 cm de comprimento, o rosto pintado a mão livre, seus cabelos eram de lã natural de carneiro tingida de vermelho e cacheadas artesanalmente, o vestido era azul-marinho com vários desenhos de flores amarelas completando com suas meias listradas em branca e vermelha com sapatinhos pretos.
Sérgio até achou graça do presente e resolveu deixar na sua estante de livros, na sala de visitas. Nos dias que se seguiram começou a achar a boneca em posições ou até em locais diferentes, acreditando que era a diarista que não executava direito o seu trabalho, a mandou embora, e decidiu procurar outra depois do Dia das Crianças que se aproximava.
Á noite, Sérgio tinha impressão de ouvir um farfalhar nos corredores, mas achava que fosse apenas uma impressão até continuar achando a boneca em lugares diferentes quando voltava do trabalho.
O porteiro sempre lhe garantia que ninguém, além do próprio Sérgio, entrava no apartamento. A gota d´água foi quando achou a boneca, ao lado de uma lata de tinta vermelha, segurando o pincel com uma mensagem de ameaça de morte se destacando na parede da sala.
Após caminhar algumas quadras da rua do seu prédio, atirou a boneca no primeiro latão de lixo que encontrou, ao chegar em casa sentiu-se mais tranquilo, ainda mais que era véspera do Dia das Crianças e sua loja prometia fazer grandes vendas como nos anos anteriores.
Mais calmo, assistiu a um filme para se distrair e foi dormir logo em seguida; de madrugada acordou sobressaltado com ruídos estranhos no quarto e viu a boneca em seus pés segurando uma faca de cozinha.
Seu grito acordou os vizinhos do mesmo andar que depois de bateram à porta e apertarem várias vezes a campainha sem obter uma resposta, chamaram a polícia que após o mesmo procedimento, derrubaram a porta.
Seu corpo decapitado estava na cama enquanto sua cabeça foi encontrada no chão ao lado de uma boneca de pano com uma faca suja de sangue no colo.
AKATERON SIOCLÓTUS
submitted by Akateron to medonho [link] [comments]


2020.09.30 01:59 bs-brasil_drama Moderador do livre levanta pautas importantes para a esquerda e extrema esquerda e aí qualquer tópico com mulher atleta reclamando de transgêneros no esporte?

Na moral vai tomar no cu a moderação do brasil começou a anunciar que o Pepe era coisa de nazista. > >Eis a minha tese: a moderação do brasil começou a anunciar que o Pepe era coisa de nazista. É por isso e tantas outras que eu não estou quebrando, em tese, as regras do sub de incitação a violência.
submitted by bs-brasil_drama to BrasilSimulator [link] [comments]